Explosões ferem 8 em mercado no Iraque; tropas de reforço chegam a Bagdá

Duas bombas explodiram neste sábado em um mercado no nordeste de Bagdá, ferindo oito pessoas, segundo a polícia, no dia em que os reforços americanos enviados para aumentar a segurança na capital chegaram ao país.Também no sábado, o Ministério da Defesa e a polícia divulgaram que 55 suspeitos de insurgência foram capturados no norte do Iraque após um aumento abrupto da violência na região. Outras 22 pessoas foram presas em Ramdi e duas em Bagdá, segundo o ministério.As explosões aconteceram em Baqouba, cerca de 55 quilômetros ao nordeste de Bagdá. A primeira destruiu uma mercearia e a segunda aconteceu cerca de cinco minutos depois, quando os policiais chegaram ao local. De acordo com a polícia, os sete feridos incluíam sete civis e um policial.Baqouba é uma cidade religiosamente e etnicamente mista que tem sido palco da violência freqüente, incluindo ataques insurgentes sunitas contras as forças iraquianas e americanas e assassinatos e seqüestros entre sunitas e xiitas.ReforçoComo parte de uma campanha para acabar com a violência sectária em Bagdá, o exército americano transferiu 3.700 soldados do norte do Iraque para a capital para reforçar as forças de segurança iraquianas e americanas no local.Uma série de veículos de combate foi vista neste sábado no bairro de maioria sunita de Ghazaliyah, no oeste de Bagdá. A polícia iraquiana utilizou auto-falantes para encorajar os moradores a irem trabalhar e reabrirem suas lojas pois as tropas adicionais estavam lá para protegê-los.Separadamente, um comunicado do exército dos Estados Unidos divulgou que um soldado americano morreu neste sábado "em decorrência de ação não-hostil" na província de Anbar, oeste de Bagdá. ViolênciaEm outros pontos de violência, dois membros do regime de Saddam Hussein foram mortos em acontecimentos separados no sábado, segundo a polícia.Na sexta-feira, pistoleiros mataram um segurança de um oficial do Ministério da Justiça no oeste de Bagdá, e um policial foi morto por uma explosão de bomba na cidade central de Samarra.Dezenas de pessoas são mortas quase todos os dias no Iraque, a maioria devido à violência sectária entre extremistas sunitas e xiitas. Pelo menos 43 mortes foram registradas na sexta-feira, incluindo dez pessoas mortas em um jogo de futebol atingido por uma bomba.Pelo menos 2.587 membros do exército americano já morreram desde o começo da guerra no Iraque em março de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.