Explosões matam 25 no Sri Lanka

Governo descarta terrorismo ou sabotagem; detonações começaram com contênier de explosívos

Efe

17 de setembro de 2010 | 07h44

 

NOVA DÉLHI - Pelo menos 25 pessoas morreram e 45 ficaram feridas em decorrência da explosão de três contêineres com material de detonação de uma empresa de construção nesta sexta-feira, 17, em Batticaloa, no leste do Sri Lanka, informaram à imprensa porta-vozes militares.

 

O governo confirmou o número de mortes e explicou que dois trabalhadores chineses usavam caminhões para recolher os explosivos destes contêineres, usados para a construção de estradas. Um deles explodiu de forma acidental e isso causou uma reação em cadeia que fez com que os outros dois também explodissem, segundo o Ministério d Defesa. O órgão garantiu que "não houve nenhuma sabotagem ou ação terrorista por trás desta explosão".

 

O porta-voz do Exército, Ubaya Medawala, citado pelos sites do jornal Daily Mirror e do canal de televisão Ada Derana, havia dito que 60 pessoas haviam morrido, o que não foi confirmado. Segundo ele, outras 45 pessoas que sofreram ferimentos foram levadas ao hospital de Batticaloa, e algumas precisaram ser transferidas para a capital do país, Colombo, por via aérea.

 

Um porta-voz do Ministério da Defesa, Laksman Hulugalla, confirmou ao canal de televisão indiano NDTV que a explosão "não foi resultado de uma sabotagem, mas um fato infeliz". O próprio Hulugalla confirmou ao canal televisivo cingalês Ada Derana que o contêiner pertencia à companhia chinesa, que usa estes explosivos para a construção de estradas.

 

Desde que o Exército do Sri Lanka desalojou a guerrilha tâmil (LTTE) do leste da ilha, a zona passou a ter uma grande presença militar, com vários controles e quartéis das Forças Armadas e a Polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
Sri LankaexplosãoacidenteÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.