Explosões na Índia deixam 36 mortos e 60 feridos

Os ataques ocorreram às 19h45 (11h15 em Brasília) no parque de diversões Lumbini, perto da sede do governo

Agência Internacionais

25 de agosto de 2007 | 13h24

Duas explosões  mataram, dentro de minutos, ao menos 36 pessoas na cidade indiana de Hyderabad, sul do país, informou um representante de alto escalão do governo neste sábado, 25. Uma das explosões foi  causada por uma bomba.Os ataques ocorreram às 19h45 (11h15 em Brasília) no parque de diversões Lumbini, perto da sede do Governo regional de Andhra, e na lanchonete Goku Chat, no centro comercial de Koti, a aproximadamente cinco quilômetros de Hyderabad.A primeira explosão ocorreu no parque de diversões Lumbini, onde acontecia um show de luzes, e um oficial da polícia informou que ela deve ter sido causada por "explosivos improvisados". Este último foi o que deixou maior número de mortos, 24 no total, disse o ministro regional de Interior, K. Jana Reddy, em declarações à agência de notícias indiana "PTI".O mesmo policial informou que outra explosão, numa lanchonete da rua ao lado, foi causada por um cilindro de gás. Em maio, 11 pessoas foram mortas por uma explosão em uma mesquita histórica de Hyderabad. (Reportagem adicional de Mark Williams e Onkar Pandey em Nova Délhi) (Por Julien Ponthus Kamil Zaheer)  Declarações Em declarações à agência de notícias "Ians", o secretário de Informação e Energia de Andhra, Mohammed Ali Shabbir, confirmou queseis pessoas morreram na explosão do parque Lumbini. A bomba foi detonada enquanto cerca de 500 espectadores, muitos deles crianças, assistiam a um show de raios laser.  A explosão ocorreu no auditório - ao ar livre e próximo a um lago - quando o espetáculo acabava de começar e, segundo testemunhas, foitão forte que algumas pessoas foram atiradas para cima. "O espetáculo começou e, pouco depois, ouvimos uma explosão. As pessoas começaram a correr de um lado a outro, em um grande tumulto", disse a uma emissora de televisão um segurança do parque.  Segundo a "Ians", meia hora depois foram encontrados três corpos de crianças entre as cadeiras da arquibancada. Outras três pessoasmorreram no hospital. Segundo médicos, muitos feridos estão em estado grave.  O comissário de Polícia de Hyderabad, Balwinder Singh, disse que o número de vítimas na explosão poderia ser maior, pois o localestava cheio. Após isolar a área, a Polícia percebeu rapidamente que se tratava de um atentado, enquanto o primeiro-ministro da região, RajasekharaReddy, visitou a área afetada e pediu calma à população. Apesar disso, a oposição acusou o Governo de ter negligenciado a segurança em uma cidade atingida recentemente pela violência terrorista. Ele denunciou a falta de controle de segurança no parque Lumbini, onde qualquer um pode entrar mediante pagamento do equivalente a € 0,10. 

Tudo o que sabemos sobre:
INDIAEXPLOSAOTRINTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.