Explosões na Índia deixam oito mortos e 20 feridos

Pelo menos oito pessoas morreram e 20 ficaram feridas em duas explosões ocorridas neste domingo no estado de Assam, no nordeste da Índia, segundo fontes policiais. Quinze dos feridos foram hospitalizados em estado grave. Dois dos mortos são crianças, de acordo com a polícia local. A primeira explosão ocorreu em um mercado lotado da cidade de Guwahati, capital da província de Assam. E a segunda aconteceu em um conjunto residencial da cidade, meia hora depois, de acordo com Deepak Narayan Dutt, diretor da polícia de Assam. Ninguém se responsabilizou pelo ataque. Contudo, Dutt culpou os rebeldes da Frente Unida pela Libertação de Assam (Ulfa, em inglês). Dutt afirmou que policiais mataram três líderes da Ulfa na última sexta-feira. O movimento luta há mais de duas décadas pela separação de Assam da Índia. Os rebeldes querem a independência do Estado sob a alegação de que o governo explora os recursos naturais locais sem se preocupar com o desenvolvimento da região. Os hindus celebram neste domingo uma de suas diversas festas, o Karik Purnima, por isso o mercado local estava cheio. No sábado, outras quatro pessoas morreram e vinte ficaram feridas durante as celebrações no Estado de Orissa, quando milhares de pessoas esperavam a abertura das portas do templo hindu de Sri Jagannath, na região de Puri.

Agencia Estado,

05 Novembro 2006 | 15h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.