Explosões no Nepal deixam uma criança morta

Uma criança de 10 anos morreu e sete outras pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira, em quatro explosões na capital nepalesa. A polícia responsabilizou grupos rebeldes pelos atentados. Os supostos rebeldes atacaram dois escritórios de cobrança de impostos agrícolas, um escritório do departamento de transportes e um posto policial em Katmandu durante a hora de maior trânsito, pela manhã. A criança passava em frente ao posto policial quando o artefato foi detonado. Os sete feridos, três em estado grave, estavam no escritório de cobrança de impostos. Soldados e policiais cercaram a área em busca dos suspeitos. No mês passado, os rebeldes romperam um cessar-fogo e retomaram as ações de ataque contra alvos do governo. Os rebeldes maoistas lutam desde 1986 pela abolição da monarquia constitucional nepalesa e a criação de um Estado comunista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.