Explosões no Turcomenistão fazem várias vítimas, diz ONG

Detonação aconteceu devido a um incêndio iniciado pelo calor em um depósito de materiais pirotécnicos para fogos de artifício

Efe,

08 de julho de 2011 | 03h53

MOSCOU - As explosões registradas na quinta-feira, 7, em um depósito de fogos de artifício na cidade de Abadan, no Turcomenistão, deixaram muitas vítimas e danos materiais, segundo denunciou em seu site a ONG Iniciativa Turcomena pelos Direitos Humanos (ITDH).

 

Já o Ministério das Relações Exteriores do Turcomenistão assinalou, em declaração publicada nesta sexta-feira, 8, pela agência russa Interfax, que "não houve vítimas nem danos consideráveis".

 

A informação acrescentou que as explosões ocorreram devido a um incêndio "iniciado pelo calor" em um depósito de materiais pirotécnicos para fogos de artifício em Abadan, cerca de 20 quilômetros ao leste da capital do país, Asgabat.

 

Segundo a nota de imprensa, o presidente do Turcomenistão, Kurbanguly Berdymukhamedov, presidiu na noite de quinta-feira uma reunião conjunta do governo e do Conselho de Segurança Nacional para estudar as medidas necessárias para fazer frente à emergência.

 

O Turcomenistão, antiga república soviética que faz fronteira com Irã, Afeganistão, Cazaquistão e Uzbequistão, tem a quinta maior reserva mundial de gás natural.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.