Explosões são registradas no Afeganistão

Explosões foram registradas perto do aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão, por volta das 2h30 da quarta-feira, horário local. Essas explosões fizeram algumas construções tremerem, mas não foram ouvidos sons de aviões. Os Estados Unidos negaram envolvimento com as explosões no Afeganistão, país que tem protegido Osama bin Laden, terrorista dissidente saudita suspeito de ter planejado os atentados desta terça-feira.Funcionários do aeroporto de Cabul não foram encontrados para comentar as explosões e as ruas da cidade estavam desertas, por causa do toque de recolher imposto pela milícia islâmica Taleban, que governa o país.Soldados do Taleban disseram que as explosões foram provocadas por um helicóptero que disparou mísseis contra uma área próxima ao aeroporto."O aeroporto foi atacado. Um helicóptero veio e lançou seus mísseis", disse Abdul Jabbar, um senhor que caminhava pela estrada que liga a cidade de Cabul com o aeroporto."A princípio, nós estávamos nos preocupando com um ataque dos americanos, mas então eu pensei que é besteira ficar preocupado. Nossa vida é tão ruim, que diferença isso faz?", perguntou Jabbar, que sobrevive fazendo bicos.Um porta-voz do Taleban, Abdul Hai Muttmain, disse que as explosões foram provocadas por um incêndio em um depósito de munições, mas negou qualquer ataque à capital afegã. "Houve uma explosão em um depósito de munições e nossas aeronaves foram levadas para um local mais seguro, criando um mal-entendido. Mas não houve qualquer ataque em Cabul", disse.A porta-voz da Casa Branca Claire Buchan disse que as explosões ouvidas em Cabul não são uma retaliação ao atentado terrorista cometido hoje. "Os Estados Unidos não são responsáveis", disse.Secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, também negou envolvimento nestes ataques. "O governo dos Estados Unidos não está conectado de nenhuma maneira a essas explosões."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.