Extermínio de terroristas continuará, promete Sharon

O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, prometeu continuar com a campanha de extermínio de militantes do grupo palestino radical Hamas. Falando perante o Parlamento israelense, Sharon garantiu que seu governo irá "perseguir e apanhar todo iniciador de terrorismo e seus perpetradores em todo lugar e todo o tempo, até a vitória". Ele acusou o Hamas de lançar "uma nova onda de terror", destacando o atentado suicida de quarta-feira passada contra um ônibus em Jerusalém que deixou 17 mortos, mas sem citar que a ação foi uma retaliação ao ataque de Israel contra Abdel Aziz Rantisi, um líder político do Hamas.Segundo Sharon, "Israel continuará alvejando terroristas". Os recentes ataques a membros do grupo, com foguetes disparados de helicópteros, também mataram civis palestinos, reconheceu o chefe de governo, ressalvando que "essa não era nossa intenção".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.