Extraditado o líder do maior cartel colombiano

O narcotraficante colombiano Diego Montoya, ex-líder do cartel que exporta 70% da cocaína consumida por europeus e americanos, foi extraditado ontem para os EUA, de acordo com fontes de Bogotá. Montoya, mais conhecido como "Don Diego", esteve à frente do cartel Norte del Valle até ser capturado pelas forças de segurança colombianas, em 10 de setembro 2007. Ele é acusado por mais de 1.500 assassinatos em seu país. "A Colômbia está fechando um capítulo na luta contra o narcotráfico", disse o diretor da Polícia Nacional colombiana, general Oscar Naranjo. "Essa pode ser a extradição mais importante dos últimos anos", completou. Montoya foi retirado no início da manhã de uma prisão de segurança máxima no Departamento de Boyacá e transportado de helicóptero até Bogotá para ser entregue a agentes da DEA, a agência antidrogas dos Estados Unidos. O Norte del Valle é hoje o maior cartel de droga colombiano. Ele começou a crescer no final dos anos 90, após o desmantelamento dos cartéis tradicionais de Medellín e Cali. Quando estava solto, Don Diego, de 50 anos, era apontado como o traficante mais poderoso da Colômbia. Ele chegou a fazer parte da lista dos dez criminosos mais procurados pelo FBI, a polícia federal americana, juntamente com o terrorista saudita Osama bin Laden. Agora, Montoya terá de responder em tribunais da Flórida e de Washington por conspiração para importar e distribuir cocaína e lavagem de dinheiro, além do assassinato de uma testemunha protegida pelo FBI.Dois de seus irmãos, Juan Carlos e Eugenio, também foram extraditados para os EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.