Extremistas ameaçam matar outro refém nas Filipinas

Abu Sabaya, líder do grupo separatista muçulmano Abu Sayyaf, das Filipinas, ameaçou decapitar mais reféns, caso o governo filipino não atenda suas exigências. Os extremistas querem que um senador e um executivo da Malásia, junto com um funcionário filipino, negociem o resgate dos reféns, entre eles três americanos, levados pelo grupo de um balneário nas Filipinas há cerca de um mês.Os extremistas do Abu Sayyaf já anunciaram a morte do turista Guillermo Sobrero, um dos três reféns americanos seqüestrados no sul das Filipinas. Segundo Sabaya, Sobrero foi morto porque o governo negou-se a deter a ofensiva militar contra os rebeldes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.