Extremistas islâmicos executam idosos na Nigéria

Extremistas islâmicos no nordeste da Nigéria estão colocando idosos em filas e atirando neles, segundo relatos de testemunhas. A ação seria uma tática para incutir medo em áreas que os militantes desejam implantar um califado islâmico.

Estadão Conteúdo

20 de dezembro de 2014 | 20h09

Moradores de cinco vilas dizem que as pessoas idosas demais para fugir estão sendo caçadas e levadas para duas escolas, onde os militantes as executam. As aldeias se situam a cerca de 130 quilômetros a sudeste de Maiduguri, capital do estado de Borno.

Os relatos foram confirmados pelo porta-voz de um grupo de defesa civil, Muhammed Gava. Ele disse que mais de 50 idosos foram mortos. Fonte Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Nigériaextremistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.