Extremistas na Líbia tentam capturar recursos de petróleo

O ministro das Relações Exteriores da Líbia, Mohamed Dayri, disse neste domingo que grupos extremistas estão fazendo uma nova tentativa de capturar recursos de petróleo. Um ataque a terminais de armazenamento resultou em tanques incendiados.

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2014 | 18h33

No Cairo, Dayri, informou que o ataque foi realizado por milícias que têm sede na cidade de Misrata e são leais aos rivais do governo islâmico em Tripoli. Ele disse que grupos extremistas se juntaram a elas, o que forçou o desligamento do maior terminal de transporte do país.

Mohammed al-Harari, executivo de uma petroleira, afirmou que 850 mil barris de petróleo foram perdidos por causa do fogo em cinco tanques de armazenamento.

Os combates eclodiram em torno do maior terminal de petróleo da Líbia, Sidra, que atualmente está sob controle de milícias anti-islâmicas aliadas ao governo internacionalmente reconhecido com sede na cidade de Tobruk. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Líbiapetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.