Fabricante de smartphones de Taiwan sai do Brasil

A fabricante de smartphones HTC Corp., de Taiwan, informou neste sábado que vai fechar seu escritório em São Paulo - que supervisiona as vendas e distribuição para a América Latina - em razão das dificuldades enfrentadas com a intensificação da competição de outros fabricantes.

PRISCILA ARONE, Agência Estado

23 de junho de 2012 | 20h43

Analistas dizem que a saída da HTC do Brasil está de acordo com a estratégia da empresa de se concentrar em outros mercados emergentes como China e Índia, onde a companhia tem mais espaço para crescer no segmento de médio e alto poder aquisitivo - o principal alvo da empresa - e onde a marca taiwanesa é mais conhecida.

O Brasil é um dos mercados para smartphone que mais cresce no mundo, principalmente em razão de aparelhos de baixo custo, subsídios concedidos pelas operadoras e a predominância de aparelhos pré-pagos.

"Após uma cuidadosa análise de nossas linhas de negócios, a HTC está fechando seu escritório no Brasil", disse a empresa em comunicado enviado por e-mail. "Esta decisão não tem impacto sobre os negócios da HTC fora do Brasil", diz o texto.

A HTC não tem fábricas no País e prometeu vai continuar a fornecer suporte pós-venda para seus atuais consumidores. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
smartphoneHTCTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.