Facção do Hamas assume um dos atentados desta terça

A facção militar do grupo militante palestino Hamas assumiu a responsabilidade por um dos dois atentados ocorridos hoje contra israelenses. É o primeiro rompimento do cessar-fogo acertado em 29 de junho entre palestinos e Israel, como parte dos esforços de paz liderados pelos EUA, também conhecido como "mapa do caminho". A responsabilidade pelo atentado suicida ocorrido no assentamento judeu na Faixa de Gaza foi declarada no website de Izzedine al Qassam, braço militar do Hamas. A facção diz que o ataque foi uma resposta à violação da trégua pelos israelenses. As informações são da Dow Jones. Israel fecha acesso a Nablus e determina toque de recolherO governo de Israel fechou os acessos à cidade de Nablus, na Faixa de Gaza, e determinou um toque de recolher nos vilarejos situados nos arredores, após os dois atentados desta manhã. Além dessas medidas, as autoridades de Israel anunciaram, mais cedo, a suspensão da libertação de 76 prisioneiros palestinos, medida que faz parte do acordo de paz com os palestinos.Leia também: Atentados matam pelo menos dois israelenses

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.