Facebook apagará postagens de venda ilegal de armas

Sob pressão de defensores do controle de armas nos Estados Unidos, o Facebook concordou nesta quarta-feira em apagar posts de usuários que vendem armas ilegais ou oferecem armas para venda sem verificação de antecedentes. Uma política similar será aplicada para o Instagram, salientou o Facebook. As politicas anunciadas hoje serão implementadas dentro das próximas semanas.

AE, Agência Estado

05 de março de 2014 | 17h13

"Iremos remover postagens denunciadas que indiquem explicitamente uma tentativa específica de burlar ou ajudar outros a burlar a lei", disse a companhia, em nota divulgada na quarta-feira. "Por exemplo, removeremos postagens denunciadas em que o potencial comprador ou vendedor indicar que não será feita uma verificação de antecedentes ou que há disposição de negociar entre Estados sem um comerciante de armas licenciado."

Em fevereiro, autoridades federais do Kentucky acusaram um homem de Ohio de vender ilegalmente uma pistola de 9 milímetros para um adolescente do Kentucky, em uma transação feita por intermédio do Facebook. Enquanto isso, repórteres do site VentureBeat mostraram na semana passada que leva apenas 15 minutos para comprar uma arma de forma ilegal pela rede social. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
euafacebookarmasvenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.