AFP PHOTO / Tobias SCHWARZ
AFP PHOTO / Tobias SCHWARZ

Facebook diz ter deletado milhares de perfis falsos em eleição na Alemanha

Rede social tem trabalhado para reduzir a divulgação de notícias falsas que possam manipular a opinião pública

O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2017 | 16h39

BERLIM - Em esforços para lutar contra as notícias falsas nas eleições da Alemanha, o Facebook disse nesta quarta-feira, 27, que deletou milhares de perfis falsos no último mês da campanha. 

Richard Allan, vice-presidente de política pública do Facebook para a Europa, Oriente Médio e  África, disse que a empresa colocou em prática uma série de esforços para garantir que a mídia social não fosse usada como plataforma para manipular a opinião pública.

“Essas ações não eliminaram completamente a desinformação nesta eleição, mas eles dificultaram o compartilhamento (de notícias falsas)”, disse o executivo do Facebook em comunicado.

A chanceler Angela Merkel, da União Democrática Cristã, assegurou sua vitória no domingo com menos votos que o esperado. A situação a força a entrar em debates complexos com vários partidos para formar um novo governo. 

++ Para entender: Alternativa para a Alemanha, o partido de extrema-direita do Bundestag

O Facebook diz que tem se esforçado para remover perfis falsos, principalmente quando há atividade suspeita – os casos mais conhecidos são a interferência estrangeira nas eleições da França e dos Estados Unidos.

++ Presidente da França entra com ação por divulgação de notícias falsas a seu respeito 

A rede também trabalhou em estreita colaboração com as autoridades, incluindo o Escritório Federal de Segurança da Informação (BSI), para monitorar ameaças de segurança durante a campanha presidencial alemã.

Um grande grupo de especialistas em política e em mídias sociais afirmaram que a campanha foi limpa em termos de ações em grande escala para tentar mudar os votos. / Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.