Mandel Ngan/AFP
Mandel Ngan/AFP

Facebook remove anúncios de Trump e Biden, dizendo que eles poderiam enganar eleitores

Os anúncios foram comprados pelas campanhas no fim de semana, como parte de um esforço de última hora para garantir propagandas antes do final da segunda-feira

Sheera Frenkel, The New York Times

28 de outubro de 2020 | 01h43

O Facebook disse nesta terça-feira, 27, que removeu anúncios das campanhas presidenciais de Trump e Biden que, sem dúvida, poderiam enganar os eleitores em estados onde a votação antecipada ainda não começou.

Os anúncios foram comprados pelas campanhas no fim de semana, como parte de um esforço de última hora para garantir propagandas antes do final da segunda-feira. O Facebook disse recentemente que não aceitará novos anúncios políticos na semana anterior ao dia das eleições, mas que continuará a veicular anúncios que foram comprados antes do tempo.

As campanhas de Trump e Biden não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

Megan Clasen, uma assessora de mídia da campanha de Biden, tuitou que o Facebook havia dito a seu escritório que não poderia veicular anúncios que incitassem as pessoas a votar, dizendo que “O dia da eleição é amanhã” ou “O dia da eleição é hoje”. Ela então apontou para um anúncio semelhante da campanha de Trump que dizia: “O dia da eleição é hoje”.

Várias horas depois que jornalistas e funcionários da campanha de Biden contataram o Facebook, o anúncio da campanha Trump foi removido. O Facebook disse que os anúncios eram enganosos porque podiam ser vistos pelos eleitores em estados onde a votação ainda não estava aberta.

“Como deixamos claro em nossas comunicações públicas e diretamente para as campanhas, proibimos anúncios que digam 'Vote hoje' sem contexto ou clareza adicional”, disse um porta-voz do Facebook.

O Facebook já havia dito que não checaria os fatos dos anúncios políticos. Mas a empresa disse que removerá anúncios que possam enganar os eleitores ou fornecer informações incorretas sobre como votar./THE NEW YORK TIMES

 

Tudo o que sabemos sobre:
FacebookDonald TrumpJoe Biden

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.