Faixa de Gaza celebra vitória de Mursi no Egito

A Faixa de Gaza foi tomada por celebrações após a confirmação de que o candidato da Irmandade Muçulmana venceu a eleição para presidente do Egito. Os palestinos saíram às ruas comemorando e homens armados disparavam para o céu, enquanto alto falantes das mesquitas tocavam orações e louvores a Deus. As pessoas distribuíam doces nas esquinas.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2012 | 13h11

A Faixa de Gaza é governada pelo grupo islâmico Hamas, um ramo local muçulmano da Irmandade Muçulmana que extrai sua inspiração da organização egípcia. O presidente deposto do Egito Hosni Mubarak colaborou com Israel no bloqueio à Faixa de Gaza. Os residentes agora acreditam que o novo líder egípcio, Mohammed Mursi, deve melhor as relações com o empobrecido território palestino. A Faixa de Gaza tem 15 quilômetros e tem fronteira com o deserto do Sinai, no Egito. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EgitoeleiçõesFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.