Falando sobre o Chile, Cristina ataca imprensa

NO PAÍS VIZINHO

, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2010 | 00h00

A presidente argentina, Cristina Kirchner, aproveitou o resgate dos 33 mineiros no Chile para alfinetar os principais jornais e a oposição de seu país. "Imagine por um segundo se essa desgraça tivesse sido aqui (Deus me livre)", escreveu ela, concluindo que a imprensa argentina já estaria dizendo que "o governo seria responsável absoluto pela tragédia". Cristina também disse que a oposição já teria "organizado marchas na Plaza de Mayo (ponto central da capital e pedido a retirada da cidadania e deportação da presidente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.