Falha leva Nasa a cancelar lançamento do Endeavour

A agência espacial dos Estados Unidos (Nasa) cancelou subitamente o lançamento do ônibus espacial Endeavour, marcado para hoje, por conta de uma falha de aquecimento numa importante unidade de energia. As causas do problema não foram identificadas. A notícia desapontou as milhares de pessoas que haviam se dirigido para a região para testemunhar o último lançamento do programa de ônibus espaciais. O presidente Barack Obama e sua mulher pretendiam assistir ao lançamento da Endeavour. Seria a primeira vez na história da Nasa que um presidente no exercício do mandato presenciaria um lançamento.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 15h27

A deputada federal Gabrielle Giffords, mulher de Mark Kelly, comandante do ônibus espacial, já estava em Cabo Canaveral. Giffords deixou um centro de reabilitação em Houston para acompanhar o lançamento. Ela se recupera de um ferimento na cabeça, resultado de um atentado ocorrido em 8 de janeiro em sua cidade natal, Tucson, no Arizona.

Segundo o porta-voz da Nasa, George Diller, o lançamento não deve acontecer até segunda-feira. Funcionários da agência espacial se reuniram na sala de controle de lançamento para discutir as próximas decisões. "Eles estão tentando avaliar o que será exigido agora e quanto tempo vamos precisar", disse Diller. "Ainda não sabemos o que está errado ou por que essa falha múltipla dos aquecedores ocorreu."

O comandante Mark Kelly e sua tripulação já estavam a caminho para o lançamento quando a Nasa anunciou o cancelamento. A família presidencial ainda não havia chegado à Flórida quando o lançamento foi cancelado. Por volta do meio-dia (horário local, 13 horas em Brasília) a Nasa informou que dois aquecedores de uma unidade auxiliar de energia haviam falhado. Os engenheiros não conseguiram compreender o que ocorreu e não se sentiram seguros para manter o lançamento.

As unidades de energia fornecem pressão hidráulica para os motores principais durante o lançamento e para o leme e o freio durante a aterrissagem. A missão do Endeavour para a Estação Espacial Internacional é a última do programa de 19 anos. A aeronave foi construída para substituir o Challenger, destruído durante o lançamento em 1986. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.