Falso neto do Poderoso Chefão engana editora de livros

Um fraudador de origem italiana, Michael Pellegrino, foi acusado pela editora norte-americana Simon e Schuster de tê-la enganado, fazendo-se passar pelo neto do capo mafioso Carlo Gambino, que inspirou o filme "O Poderoso Chefão", escrito por Mario Puzo e estrelado no cinema por Marlon Brando, informou o jornal The New York Post. Pellegrino conseguiu publicar uma falsa história, dando detalhes sobre a máfia ítalo-americana. Depois de bloquear a distribuição do livro "The Honored Society" no começo do ano, a editora agora está processando uma agência de talentos de Hollywood na tentativa de recuperar os US$ 500 mil pagos antecipadamente a Pellegrino, que assinou o livro como Michael Gambino. Somente semanas depois de ter começado a vender o livro a Simon e Schuster soube que o autor na realidade era Pellegrino, que vive em Las Vegas, a milhares de quilômetros do Brooklyn, reduto da máfia ítalo-americana. No livro, o autor assegura ter passado 12 anos na prisão por assassinato, seqüestro, extorsão, jogo ilegal e exploração da prostituição. O verdadeiro neto do falecido Carlo Gambino não se chama Michael, tem apenas 16 anos e estuda em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.