Falso relato faz diretor da BBC se demitir

Programa exibido no dia 2 implicou um político britânico num escândalo de pedofilia, mas vítima diz ter confundido a identidade do agressor

LONDRES, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h00

O diretor-geral da emissora britânica BBC, George Entwistle, pediu demissão ontem de seu cargo em razão de uma reportagem exibida no canal ter envolvido erroneamente um político conservador do país em um caso de abuso sexual de menores. Em um breve comunicado, Entwistle afirmou ter optado pela "saída honrosa", dois meses após assumir a função.

No dia 2, o programa Newsnight havia exibido uma reportagem sobre um suposto escândalo de pedofilia ocorrido em Gales, nas décadas de 70 e 80. Durante a reportagem, Steve Messham afirmou ter sofrido abusos de um político do Partido Conservador.

A BBC não identificou o suposto agressor, mas rumores na internet diziam que ele seria Alistair McAlpine, um membro da Câmara dos Lordes. Na sexta-feira, o político negou com veemência a suspeita e ameaçou processar quem o acusasse pelos abusos. Messham afirmou, então, estar enganado sobre a identidade de seu agressor e pediu perdão publicamente para McAlpine, o que provocou indignação a respeito da decisão da BBC de transmitir a reportagem - e pôs em xeque a liderança e Entwistle na emissora.

Antes de pedir demissão, o diretor do canal insistiu que não sabia do conteúdo do programa até sua transmissão - afirmando que gostaria de ter sido comunicado a respeito do assunto.

Essa posição, porém, provocou a incredulidade geral a respeito da liderança de Entwistle na emissora, já que seu antecessor, Mark Thompson, havia afirmado anteriormente que não soube do cancelamento, no ano passado, de uma apuração do mesmo programa a respeito da investigação que acusa o ex-apresentador da BBC Jimmy Savile de ter abusado de centenas de menores (mais informações nesta página).

Mais cedo, ontem, Entwistle havia afirmado que a BBC não deveria ter transmitido a denúncia de pedofilia contra o político conservador.

"Quando fui nomeado para o cargo estava confiante de ser o melhor candidato. Os eventos excepcionais das últimas semanas, porém, me levaram a concluir que a BBC deve apontar um novo líder", disse, ao se demitir. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.