?Falta coragem para o diálogo no Oriente Médio?

"Matar sem piedade se transformou no único meio de comunicação entre as partes no Oriente Médio", escreve, nesta sexta-feira, o jornal Osservatore Romano, do Vaticano. Segundo o diário, no Oriente Médio não se tem "a coragem de abandonar a estéril contraposição armada para empreender o difícil e proveitoso caminho do diálogo".Após a mortes das últimas horas e (o uso das) escolas dos territórios como objetos de ataques, o Osservatore se pergunta se "as crianças, os estudantes e enfermos são porventura o alvo da luta contra o terrorismo".O artigo de primeira página, intitulado "Sem Piedade", observa que "a compreensão e o respeito cederam lugar aos canhões, e as negociações foram suplantadas pelos bombardeios, que levam consigo inequívocas mensagens de morte e criam um fosso insuperável entre os povos que compartilham a mesma terra, a Terra Santa".A "dura crise" que assola a região, acrescenta o diário, "torna ainda mais urgente o convite do papa a vencer o egoísmo e o abuso, o ódio e a violência", lançado no decálogo de Assis e enviado a todos os chefes de Estado do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.