Falta de quórum adia votação de lei eleitoral no Iraque

O Parlamento iraquiano reuniu-se neste sábado para votar uma nova lei que possibilite a realização de eleições gerais no início de 2010, mas não houve quorum suficiente e a sessão foi adiada para amanhã, disse o deputado Iyad Samarrai. "Há apenas 113 membros presentes. Portanto, não há quórum. Uma nova sessão ocorrerá amanhã às 11 horas (6 horas da manhã pelo horário brasileiro de verão)", declarou ele aos demais deputados.

RICARDO GOZZI, Agencia Estado

05 de dezembro de 2009 | 18h54

O Parlamento iraquiano tem 275 cadeiras. Para que haja quórum é necessária a presença de pelo menos 138 deputados. A Constituição iraquiana exige a realização de novas eleições gerais no país até janeiro de 2010, mas a falta de acordo entre as diversas facções étnicas e políticas tem impedido a aprovação de uma nova lei.

Na quarta-feira, a Organização das Nações Unidas (ONU) sugeriu que a data mais "plausível" para uma nova eleição seria 27 de fevereiro, quase um mês depois do estipulado pela Carta Magna iraquiana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueleieleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.