Família de Bin Laden será deportada do Paquistão

A família de Osama Bin Laden deve ser deportada do Paquistão na manhã desta quarta-feira, informaram seu advogado e um oficial da Inteligência, onze meses depois de o então líder da organização terrorista Al-Qaeda ter sido morto por forças de segurança dos EUA.

Agência Estado

17 de abril de 2012 | 04h10

As três viúvas do ex-líder da Al-Qaeda, oito filhos e um neto vão completar um período curto de detenção por terem entrado e residido ilegalmente no Paquistão. Depois das 20 horas desta terça-feira, no horário de Brasília, eles poderão ser deportados a qualquer momento", disse o advogado deles, Muhammad Aamir. Um oficial da Inteligência paquistanesa confirmou que a família deverá ser deportada por volta da meia-noite de quarta-feira.

Segundo Aamir, a família deverá ser deportada para a Arábia Saudita. Ele disse que a mulher mais jovem e, segundo ele, a favorita de Bin Laden, Amal Abdulfattah, que é iemenita, deve ser enviada ao Iêmen, juntamente com seus cinco filhos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Ben Ladenfamília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.