Família de Ingrid critica declarações de vice colombiano

A família de Ingrid Betancourt - ex-candidata presidencial colombiana seqüestrada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) desde 2002 - criticou as declarações "sem fundamento" feitas pelo vice-presidente colombiano, Francisco Santos, sobre o apoio mundial à libertação da refém. "Yolanda Pulecio de Betancourt, mãe de Ingrid Betancourt, e Astrid Betancourt, sua irmã, expressam seu firme desacordo com as afirmações do vice-presidente que acaba de expressar críticas sem fundamento contra os comitês (de apoio) a Ingrid", afirmaram em um documento divulgado em Paris, na França. Na quarta-feira, Santos criticou a grande exposição de Ingrid, afirmando que o envolvimento de tantos países na libertação da refém poderia ser prejudicial para ela e aumentar seu valor de troca para a guerrilha. Yolanda e Astrid rebatem: "O certo é que, se Ingrid está viva até hoje, isso se deve à mobilização mundial."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.