Família de Wen Jiabao diz que reportagem é 'falsa'

A família do primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, disse que é "falsa" a reportagem publicada no jornal The New York Times, a qual indica que a família do líder chinês amealhou uma fortuna de US$ 2,7 bilhões nas duas últimas décadas, declarou o advogado Wang Wiedong, que representa a família de Wen.

ANDRÉ LACHINI, Agência Estado

28 de outubro de 2012 | 20h57

O advogado publicou um comunicado da família Wen em um jornal de Hong Kong neste domingo (28), rechaçando a reportagem publicada pelo jornal The New York Times, a qual diz que a família de Wen, incluída a mãe, a esposa e um filho do premiê, ficaram ricos, especialmente após o político virar primeiro-ministro chinês em 2003.

A reportagem disse que uma lista de registros feita entre 1992 e 2012 mostrou que os parentes de Wen acumularam ações em bancos, joalherias, complexos turísticos em balneários, empresas de telecomunicações e projetos de infraestrutura, por vezes usando entidades offshore. Wang disse à agência Dow Jones que a família ainda estuda a reportagem, publicada na sexta-feira, e que considera como responderá. Ele não quis dizer se será movida uma ação judicial. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinareportagemWen Jiabao

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.