Família é condenada por morte de menino de 6 anos nos EUA

George David Edenfield, declarado culpado em acusação de molestar e assassinar um garoto de seis anos de idade, foi indiciado junto a seus pais nesta quarta-feira, 21.O corpo do garoto foi encontrado na semana passada em um saco de lixo jogado na estrada, a cinco quilômetros de sua casa, em uma região afastada de Brunswick, uma pobre cidade no sudeste do estado americano da Georgia.O procurador do distrito de Glynn County, Stephen D. Kelley, disse que irá pedir a pena de morte para Edenfield, de 32 anos, e para seus pais, David e Peggy Edenfield. George já foi condenado por crime de mesma natureza em 1997.As autoridades não divulgaram detalhes do crime. O que se sabe é que além de assassinato, os Edenfields foram processados por cárcere privado, crueldade contra uma criança e aliciamente de menores para propósitos indecentes.O menino Christopher Michael Barrios estava desaparecido por uma semana quando a polícia encontrou seu corpo, na última quinta-feira, 15.Um amigo da família Edenfield, Donald Dale, também foi acusado por ocultar o corpo e acobertar evidências."Eles merecem o pior. Para eles que torturaram meu filho assim, até o ultimo deles", disse Mike Barrios, pai do garoto.A polícia descreveu Edenfield como mentalmente afetado, mas não retardado e capaz de diferenciar o certo do errado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.