Família McCann pede a Cameron revisão do caso Madeleine

Em carta a primeiro-ministro, casal britânico pede reabertura da investigação policial

Efe

12 de maio de 2011 | 09h42

LONDRES - Os pais da menina inglesa Madeleine McCann, desaparecida em 2007 quando tinha três anos no Algarve português, pediram por carta ao primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, uma revisão "independente e transparente" do caso, ainda sem solução.

 

Em carta aberta enviada a Downing Street, Kate e Gerry McCann reivindicam às autoridades britânicas e portuguesas que reabram a investigação policial, encerrada por falta de provas um ano depois do desaparecimento da menina.

 

"Não houve uma revisão formal do material recolhido pela Polícia, como é feito habitualmente na maioria dos crimes não resolvidos", afirmam os pais de Madeleine na carta.

 

O casal McCann, que acaba de publicar um livro no qual a mãe de Madeleine confessa sua "traumática" experiência com a intenção de arrecadar fundos para prosseguir a investigação por sua própria conta, lamenta que as autoridades tenham se "rendido" na busca pela menina.

 

A investigação da Polícia portuguesa, com a colaboração dos corpos de segurança do Reino Unido em um primeiro momento, não encontrou nenhum rastro de Madeleine nem de seu suposto sequestrador.

 

Os pais da menina pediram ajuda aos políticos britânicos em diferentes ocasiões, e em 2007 chegaram a falar com o então primeiro-ministro, Gordon Brown.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.