STR via EFE
STR via EFE

Família real britânica se reunirá para discutir crise

O encontro acontece na segunda-feira entre Elizabeth II e os príncipe Charles, William e Harry, na residência privada da rainha em Sandringham

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2020 | 23h49

LONDRES - A rainha da Inglaterra, Elizabeth II, se reunirá na segunda-feira, 13 com o príncipe Harry na tentativa de resolver a crise provocada pelo anúncio de que ele e sua esposa Meghan Markle decidiram abandonar suas funções na realeza, segundo a imprensa britânica.

O príncipe Harry se reunirá com sua avó na companhia de seu pai, o príncipe Charles, e de seu irmão, o príncipe William, com quem mantém relações tensas, na residência privada da rainha em Sandringham, no leste da Inglaterra. 

Meghan, que está no Canadá, participará do encontro por teleconferência.

Segundo o Sunday Times, serão abordados vários temas como a quantia financeira que o príncipe Charles atribui ao matrimônio de sua reserva pessoal, os títulos reais e o alcance das transações comerciais que Harry e Meghan poderão empreender. 

Harry, Meghan e seu filho Archie, passaram o Natal Canadá, e a ex-atriz americana retornou ao país nesta semana. As longas férias do casal geraram críticas da imprensa sensacionalista britânica pelos supostos caprichos de Meghan Markle e seu luxuoso estilo de vida. 

Segundo a imprensa britânica, a rainha, de 93 anos, não foi consultada e está triste. Ela teria pedido à família que encontre uma solução para o desejo de seu neto, sexto na ordem de sucessão ao trono, de obter "independência financeira" e viver parte do ano na América do Norte. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.