Familiares do Kursk lembram um ano da tragédia

Os familiares dos 118 marinheiros mortos no afundamento do submarino Kursk no mar de Barents reuniram-se hoje num porto do norte da Rússia, sob forte chuva, para se dirigirem à base da nave. Vários atos estão programados para amanhã, primeiro aniversário do desastre, com um serviço fúnebre na cidade de Vidyayevo, onde estavam baseados os tripulantes do Kursk. Com o toque de sinos e a celebração de missas, as igrejas de todo o país evocarão a morte das vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.