Famílias de desaparecidos buscam atestado de óbito

Um grupo de trabalho formado por advogados, promotores e juízes de Nova York começou a atender famílias, nesta quarta-feira, para iniciar processos para obtenção de atestados de óbitos dos desaparecidos após o atentado contra o World Trade Center, ocorrido no dia 11 de setembro. A assessoria jurídica está sendo realizada no centro de apoio a famílias montado no Pier 94, localizado na costa oeste da ilha de Manhattan.Entre os documentos necessários para o início dos processos, estão declarações feitas em cartório da família ou de empregadores dos desaparecidos, que certifiquem que eles provavelmente estavam no World Trade no momento do atentado. Os familiares da mineira Sandra Fajardo Smith, de 37 anos, uma das desaparecidas, informaram nesta quarta-feira que pedirão à Justiça norte-americana a certidão de óbito da brasileira. Segundo Wanda Tavares Fajardo, prima de Sandra e moradora de Nova Jersey, a família decidiu tomar a providência após a declaração dada pelo Prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, na segunda-feira, de que as autoridades norte-americanas iriam colaborar para que a certidão de óbito dos desaparecidos fosse fornecida em poucos dias e não após três anos, como usualmente ocorre, segundo a jurisprudência da Justiça norte-americana em casos de presunção de morte. Wanda declarou que, "como não temos mais esperanças de encontrar a Sandra viva, e o prefeito (Giuliani) disse que as autoridades dos EUA colaborarão com as famílias, vamos requerer a certidão de óbito da minha prima. Só estou esperando a chegada de uma procuração dos pais dela, residentes no Brasil, para dar início ao processo". A prima da brasileira desaparecida informou, ainda, que os familiares e amigos de Sandra participarão de missa organizada pela Marsh Inc. em memória de seus funcionários mortos ou desaparecidos, que será realizada na próxima sexta-feira, às 15h, na Catedral de Saint Patrick, o mais conhecido templo religioso de Nova York, localizado no centro de Manhattan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.