FAO alerta para alimentos caros em países pobres

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) informou hoje que os preços de alimentos nos países pobres prosseguem altos. O problema ocorre mesmo com a boa produção de cereal neste ano, notou a FAO.

AE-AP, Agencia Estado

10 Novembro 2009 | 18h06

A agência sediada em Roma afirmou, em um relatório divulgado hoje, que 31 países ainda necessitam de ajuda alimentar emergencial. A agência aponta que o leste da África em particular sofre com a seca e conflitos, levando um número estimado de 20 milhões de pessoas à fome.

A FAO afirmou que os preços internacionais dos alimentos caíram significativamente, após picos ocorridos há dois anos. Porém os preços do trigo e do milho voltaram a subir no mês passado, e os preços do arroz exportado estão mais altos que os registrados antes da crise. A agência realizará um encontro mundial sobre segurança alimentar, entre os dias 16 e 18.

Mais conteúdo sobre:
ONU FAO fome pobres alimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.