FAO cria projeto para ajudar países da América Central

Um projeto agrícola da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), financiado pela Itália, vai permitir a El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua alcançarem níveis mais elevados de segurança alimentar com uma melhor comercialização de seus produtos agrícolas, segundo anúncio feito hoje pela agência da Organização das Nações Unidas (ONU).

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2010 | 19h19

O governo italiano fará uma contribuição de US$ 5,9 milhões para a FAO, o que permitirá a implantação de um projeto cujo objetivo é fazer com que os produtos agrícolas cheguem mais rapidamente ao mercado, além de melhorar a eficácia das cadeias agroalimentares. A iniciativa da FAO vai envolver mais de 3.500 pequenos e médios produtores agrícolas que poderão elevar sua produção comercial, diz o comunicado.

O projeto tem duração prevista de três anos e meio e contará com a participação direta do Conselho Agropecuário Centro-americano e do Sistema de Integração Centro-americana de Tecnologia Agrícola (SICTA) para a harmonização e integração regional das políticas agrícolas. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.