FAO: tubarões correm risco de extinção no Mediterrâneo

As populações de tubarões no Mediterrâneo e no Mar Negro "diminuíram dramaticamente" nos últimos dois séculos por causa da sobrepesca e "existe risco de extinção se o atual padrão de pesca se mantiver", advertiu nesta quinta-feira a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, conhecida pelas iniciais em inglês FAO.

AE, Agência Estado

14 de março de 2013 | 13h37

De acordo com um estudo divulgado em Roma pela FAO, a população de tubarões no Mar Mediterrâneo é hoje 97% menor do que há 200 anos. No Mar Negro, a pesca reduziu a população de tubarões praticamente pela metade.

O estudo da FAO adverte que existe um demanda crescente por pele, carne e cartilagem de tubarões e que a eventual extinção da espécie terá sérias implicações para todo o ecossistema marinho. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUFAOtubarõesextinçãorisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.