Farc aceitam suspender diálogo se Bogotá pedir

As Farc estariam dispostas a suspender as negociações de paz durante o processo eleitoral se o governo colombiano pedir. As eleições na Colômbia ocorrem em maio de 2014 e o presidente Juan Manuel Santos tem até novembro para decidir se será candidato. Há 11 meses, governo e Farc negociam o fim do conflito interno que já dura 50 anos e deixou mais de 200 mil mortos e milhões de desabrigados. Santos afirma que, apesar da lentidão do diálogo, quer continuar com as tratativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.