Farc acusam Exército colombiano por ataque na Venezuela

As Farc, o maior grupo guerrilheiro colombiano, negaram ter promovido um ataque dentro do território da Venezuela que deixou sete mortos, e acusou o Exército da Colômbia pelo incidente. "Foi o Exército colombiano que cometeu esse ato absurdo e desrespeitoso... a mando do presidente (colombiano Alvaro) Uribe", afirmaram as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia num comunicado publicado no jornal El Universal. Um engenheiro e seis soldados venezuelanos foram mortos a tiros nas proximidades da fronteira com a Colômbia, em 17 de setembro. O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou que seu governo não sabia quem estava por trás do ataque. Mas o governo da Colômbia culpou as Farc.No comunicado, as Farc dizem que o ataque visava minar o governo de Chávez, acrescentando que os guerrilheiros não promovem ações em países vizinhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.