Farc ameaçam reféns americanos

Numa ameaça velada, a guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) advertiu que os três cidadãos americanos que estão em seu poder "correm o risco de morrer" se as forças governamentais não suspenderem as operações para resgatá-los."Os prisioneiros de guerra em poder das Farc podem morrer em conseqüência do fogo cruzado entre nossa organização e unidades das forças do Estado que tentam resgatá-los", disse o líder rebelde Raúl Reyes, por meio do boletim informativo Noticias Uno.Na segunda-feira, as Farc anunciaram que os americanos - aos quais identificaram como "agentes da CIA" - seriam incluídos na lista de reféns que a guerrilha espera trocar por rebeldes presos pelo governo. Os três viajavam com outro cidadão americano e um militar colombiano, cujos cadáveres foram encontrados com tiros na cabeça, num avião que estava numa "missão de reconhecimento" e caiu no Departamento (província) de Caquetá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.