Farc confirma diálogo de paz com governo colombiano

Líder do grupo, conhecido como Timochenko, gravou vídeo com mensagem

estadão.com.br,

03 de setembro de 2012 | 10h19

Texto atualizado às 16h35

BOGOTÁ - O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londoño Echeverry, conhecido como Timochenko, confirmou nesta segunda-feira, 3, que existem diálogos com o governo do presidente Juan Manuel Santos em busca de um acordo de paz. "Nós vamos à mesa de diálogo sem rancor nem arrogância", disse Londono em áudio levado ao ar pela emissora colombiana de rádio Caracol.

Veja também:

link Diálogo com Farc eleva aprovação de líder colombiano

link Colômbia exclui anistia de diálogo com Farc

O áudio da mensagem foi retransmitido pela rede privada de rádio Caracol. Segundo a rádio, a informação também foi publicada na página oficial das Farc na internet, mas o site está fora do ar.

Trata-se do primeiro pronunciamento público das Farc, mais antigo movimento guerrilheiro da América Latina, desde o anúncio feito na semana passada pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, de que negociações preliminares foram iniciadas para pôr fim a um conflito iniciado há quase meio século. De acordo com a mídia colombiana, o processo de paz deve ter início em outubro e ocorrerá primeiro na Noruega e depois em Cuba.

Veja vídeo do pronunciamento:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.