Farc declaram cessar-fogo de dois meses

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram um cessar-fogo unilateral de 20 de novembro a 20 de janeiro, reportaram nesta segunda-feira meios de comunicação locais, em um aparente gesto de boa vontade no momento em que o grupo inicia as negociações de paz com o governo colombiano em Cuba.

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2012 | 13h44

É a primeira vez em uma década que as Farc anunciam uma suspensão das hostilidades. O anúncio foi feito em Cuba por Ivan Marquez, que está à frente da equipe de negociação de paz das Farc em Cuba, segundo os meios de comunicação local. As Farc tem insistido para que o governo também se submeta a um cessar-fogo, mas o governo tem recusado.

As conversas de paz começaram nesta segunda-feira e devem durar muitos meses. As Farc, compostas por 8.500 combatentes armados, tem levado adiante uma guerra de guerrilha contra o governo desde os anos 1960. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarccessar-fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.