Farc dizem que Uribe é o principal obstáculo

A guerrilha das Farc rejeitou a proposta de asilo na Venezuela solicitada por deputados que estão em seu poder há anos e assegurou que o presidente colombiano, Álvaro Uribe, é o principal obstáculo para a troca.A informação foi divulgada hoje pelo telejornal Notícias Um, que citou Raúl Reyes, membro do Secretariado das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).Luis Edgar Devia, verdadeiro nome de Raúl Reyes, disse que a proposta de três deputados de pedirem asilo à Venezuela é boa, mas insistiu que com o atual Governo não haverá troca "porque Álvaro Uribe é o principal obstáculo para o intercâmbio humanitário".Ele explicou que uma vez que se assine a troca e sejam libertados os deputados, estes "poderão continuar na Colômbia ou pedir asilo ao Governo de suas preferências".As Farc têm em seu poder 59 pessoas que considera "negociáveis". Nesse grupo estão 22 políticos, entre os quais a ex-candidata presidencial independente Ingrid Betancur, 34 oficiais e suboficiais da Polícia e três americanos.Com a mediação da Espanha, França e Suíça se procura um acordo humanitário que leve à libertação dos seqüestrados.Em troca, as Farc pedem a libertação de quinhentos de seus militantes que estão em presídios colombianos e de dois extraditados aos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.