Farc escolhem novo chefe, o ex-secretário Timoleón

O principal grupo insurgente colombiano, a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) nomeou um sucessor para ser seu chefe máximo após a morte de Alfonso Cano, liquidado numa operação militar em 4 de novembro. Segundo uma junta das Farc, o grupo será comandando por Timoleón Jimenez, de 58 anos. As Farc informaram que Jimenez já comanda o grupo desde 5 de novembro, um dia após a morte de Cano. Batizado como Rodrigo Echeverri, Timoleón Jimenez é mais conhecido pelo apelido "Timochenko".

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2011 | 18h29

As Farc fizeram o anúncio nesta terça-feira em um website de simpatizantes. Mais conhecido pelo codinome "Timochenko", Echeverri/Jimenez era um dos sete homens do secretariado geral da guerrilha desde os anos 1980. No comunicado, o secretariado geral afirma que "Timochenko" foi eleito por unanimidade. O governo dos Estados Unidos oferece recompensa de US$ 5 milhões pela cabeça de Jimenez.

Timoleón comandou durante vários anos a frente das Farc no rio Magdalena e também o serviço de inteligência e contra inteligência do grupo insurgente.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.