Farc fazem exigências para libertar jornalista

Em carta entregue à Cruz Vermelha ontem, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pediram a formação de uma missão humanitária para libertar o jornalista francês Roméo Langlois, sequestrado em abril. A guerrilha solicitou a presença de um representante do novo presidente francês, François Hollande, da ex-senadora colombiana Piedad Córdoba e de autoridades da Cruz Vermelha. O comunicado, entretanto, não informa quando e onde será feita a libertação do jornalista.

O Estado de S.Paulo

14 Maio 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.