Farc felicitam Brasil pela vitória de Lula

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram ter enviado uma carta ao 11º Encontro do Foro de São Paulo, felicitando oBrasil pela vitória do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.A carta, no entanto, não foi divulgada no encontro, encerrado nesta quarta-feira em Antigua, na Guatemala. E não chegou aorepresentante do PT no Foro, o deputado Paulo Delgado (MG)."Dificilmente, pelo mecanismo formal do encontro, a carta produz alguma decisão", declarou Delgado, que participava nesta quarta da redação da declaração final do encontro, na qual aColômbia não deveria ser mencionada. "Não tomei conhecimento formalmente da carta", disse o deputado, "nem tenho por quecomentá-la. Qualquer organização pode enviar uma mensagem saudando o encontro.""As posições do PT estão muito claras naminha intervenção inicial, em todos os grupos de trabalho e na declaração final", continuou o deputado. "As regiões queoptaram pela guerra como forma de resolver conflitos não saíramdela.""Reconhecemos o direito dos povos à insurgência, mas achamos que a Colômbia tem de encontrar uma solução democrática para o conflito", reagiu o vice-presidente do PC do B, JoséReinaldo de Carvalho, encarregado pelas relações internacionais do partido. O PC do B é contra o Plano Colômbia, o programa de ajuda militar dos EUA, que, segundo Reinaldo, representa a"militarização da fronteira e um risco para o Brasil".As Farc e o Exército de Libertação Nacional (ELN), outro grupo guerrilheiro colombiano, são membros do Foro de São Paulo. Mas sua participação só é aceita indiretamente, por meiode uma "delegação unitária" da Colômbia, composta por militantes de três organizações legais: o M-19, o Partido Comunista Colombiano e o grupo Presentes pelo Socialismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.