Farc libertam quatro reféns chineses

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertaram quatro reféns chineses que haviam sido sequestrados há mais de um ano, segundo informações da polícia local.

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2012 | 12h44

Os estrangeiros que trabalhavam com produção de petróleo foram soltos por volta da meia-noite da quarta-feira (horário local) na cidade de San Vicente del Caguán, mesmo local em que haviam sido capturados.

Os agentes da polícia disseram a Associated Press que os quatro foram recebidos pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha. O grupo de estrangeiros prestava serviços a companhia britânica Emerald Energy, que pertence do conglomerado chinês Sinochem.

A libertação acontece três dias depois que negociações de paz começaram em Cuba entre as Farc e o governo da Colômbia. Em fevereiro, as Farc já haviam avisado que estavam suspendendo todos os sequestros. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.