Farc libertam vereador, primeiro dos cinco reféns que serão soltos

Marcos Baquero conversa com emissora e já foi resgatado por missão humanitária

Efe

09 de fevereiro de 2011 | 16h23

VILLAVICENCIO - O vereador colombiano Marcos Baquero foi libertado nesta quarta-feira, 9, pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), segundo confirmou o próprio refém ao canal Caracol, em uma conversa por telefone.

 

Baquero foi entregue pelos guerrilheiros à missão humanitária liderada pela ex-senadora Piedad Córdoba. A operação, que conta com militares brasileiros, realizou o resgate na selva colombiana, em um ponto não especificado no departamento de Meta, no centro do país.

 

"Minhas primeiras palavras são para minha família e para minha esposa, a quem amo muito. Graças a Deus já estamos saindo", disse o vereador.

 

O vereador, que ainda não chegou à cidade de Villavicencio, é o primeiro de cinco reféns a serem libertados pelas Farc nos próximos dias. Outro político e três militares devem ser soltos, segundo o acordo firmado entre a guerrilha e o governo de Bogotá.

 

O helicóptero que resgatou o colombiano partiu pela manhã para a operação. Nele viajam a ex-senadora Piedad, membros da Cruz Vermelha Internacional e militares brasileiros. Antes de a aeronave decolar, Piedad lembrou que todas as garantias estavam dadas para o êxito da operação.

 

Na sexta-feira, espera-se que o vereador Armando Acuña e o soldados da Marinha Henry López Martínez sejam resgatados. No domingo, a operação deve ser concluída com a libertação do major da polícia Guillermo Solórzano e do cabo do Exército Salín Sanmiguel.

 

Atualmente as Farc mantêm 19 reféns, entre eles policiais, militares e um vereador. Desde 2008, os guerrilheiros libertaram 14 reféns incondicionalmente graças à mediação da ex-senadora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.