Farc negam envio de recursos a Correa

O líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano, negou ontem que seu grupo tenha recebido armas da Venezuela e feito doações de recursos para a campanha eleitoral do presidente do Equador, Rafael Correa. Em entrevista por telefone a uma revista colombiana, Cano também disse que seu grupo não mantém ligações com o governo de Hugo Chávez. A Colômbia disse ter apreendido lançadores de foguetes com as Farc de um lote que a Suécia vendeu à Venezuela nos anos 90.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.