Farc negam planejar atentados

O grupo guerrilheiros Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) desmentiu nesta quinta-feira versões segundo os quais teria planos de atentar contra o ex-presidente Álvaro Uribe e o procurador-geral Eduardo Montealegre e denunciou que o objetivo desses rumores é sabotar as negociações de paz com o governo, em andamento há pouco mais de um ano.

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2013 | 14h38

"Não é correto dizer que a Coluna Teófilo Forero esteja preparando um atentado contra o ex-presidente Uribe. Menos correto é falar de um suposto atentado da mesma coluna guerrilheira contra o senhor procurador", declarou o bloco sul das Farc em comunicado publicado em sua página na internet.

"Trata-se de calúnias cujo objetivo é provocar a ruptura das negociações em Havana", prossegue a nota. As Farc atribuíram a autoria dos rumores a "círculos militaristas dentro e fora das Forças Armadas". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarcUribe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.