Farc pedem reforma do sistema eleitoral colombiano

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pediram nesta sexta-feira a reforma do sistema eleitoral colombiano, com a implementação de eleições territoriais, a substituição da atual Câmara dos Representantes por uma Câmara Territorial e a criação de uma circunscrição especial de paz.

AE, Agência Estado

09 de agosto de 2013 | 12h38

Pela proposta, as circunscrições territoriais corresponderiam aos atuais departamentos (Estados) colombianos e ao Distrito Federal de Bogotá. Cada circunscrição contaria com quatro representantes na Câmara Territorial, enquanto 20 cadeiras adicionais seriam definidas de acordo com critérios populacionais.

O pedido do mais antigo grupo guerrilheiro em atividade na América Latina foi apresentado hoje em Havana, onde representantes dos rebeldes e do governo da Colômbia estão reunidos para negociar a paz.

O líder guerrilheiro Ricardo Téllez, também conhecido pelo nome de guerra de Rodrigo Granda, leu hoje um comunicado com diversas propostas e disse que o objetivo é "estimular a participação das regiões, dos órgãos territoriais e dos territórios", assim como desenvolver a participação política e social.

Os detalhes, segundo Granda, seriam definidos num futuro acordo definitivo entre a guerrilha e o governo. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.