Farc perderam metade de efetivos, diz governo

O ministro da Defesa colombiano, Juan Manuel Santos, afirmou que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) perderam mais da metade de seus combatentes desde que Álvaro Uribe assumiu a presidência, em 2002. Santos disse que a guerrilha tem entre 6 mil e 8 mil combatentes - antes, estimava-se em 17 mil o número de guerrilheiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.